17 de fev de 2010

Cultivando pequeno cérebros

Olá!!!
Como já disse à vocês, estou lendo o livro: "Por dentro da cabeça do seu filho" - de Nigel Natta. É um livro que recomendo para todos os pais de filhos de todas as idades. Gosto muito.

Hoje quero compartilhar com vocês uma parte que li e achei bem interessante. Fala sobre a importândia de "cultivar os pequenos cérebros".
Vou passar para vocês essa parte, confiram:



CULTIVANDO PEQUENO CÉREBROS
Parte do livro: "Por dentro da cabeça do seu filho" - de Nigel Natta - pág. 31.

As pesquisas sobre o desenvolvimento cerebral têm algumas implicações importantes para pais e mães, mas o principal é não preocupar demais a ponto de fica neurótico. Levantar a voz de vez em quando não prejudica o cérebro de seus filhos, mas gritar com eles o tempo todo provavelmente prejudica. Aqui estão algumas recomendações gerais dos sábios da neurociência para as pessoas comuns como você e eu:

  • Mantenha seus filhos bem nutridos, saudáveis e seguros. Isso é o bastante óbvio, na verdade. Para funcionar bem, um cérebro requer mais que açuçar e batata frita. Não há nada de errado com um lanche do tipo fast food de vez em quando, mas qualquer criança se sente melhor com uma dieta saudável nutritiva.
  • Desenvolva um arelação afetuosa, carinhosa e consistente com seus filhos. Esforce-se para que eles se sintam seguros e confortáveis. O relacionamento com você é o alicerce sobre o qual eles construirão a própria vida, e dele resultará um cérebro rico em conexões.
  • Aprenda a reconhecer as necessidades individuais de seus filhos e responder a elas. Indentifique o comportamento e o estado de humor dos pequenos e tente reagir de acordo com isso. Brinque quando eles quiserem brincar e ensine-os a se acalmarem quando estiverem agitados demais.
  • Cenverse com seus filhos e leia para eles. A linguagem é extremamente importante, e as crianças desenvolvem essa habilidade primeiramente através da interação com você.
  • Incentive-os a brincar e explorar o mundo incluindo o universo de outras crianças. Quanto mais eles puderem sair e experimentar a vida, melhor. Da mesma forma, quanto mais puderem conviver com outras crianças, mais chances terão de desenvolver a habilidade de construir relacionamentos.
  • Estabeleça uma rotina e insista na disciplina, pois isso reforça a sensação de segurança nas crianças. Como já mencionei, crianças precisam de limites.
  • Envolva-se na educação de seus filhos. Isso não significa tornar-se um obsessivo e querem que eles aprendam a soletrar com 2 anos de idade, mas apenas demostrar interesse. Converse sobre coisas que eles estão aprendendo e estimule sua curiosidades e suas preferências.
  • Acima de tudo, não enlouqueça! Se você estiver estressado e cansando, as interações com as crianças serão afetadas por isso.
  • Todas as pesquisas reafirmam que o papel dos pais é importante. Nós não apenas moldamos o comportamento de nossos filhos como também a "fiação" de seus pequenos cérebros. Mas lembre-se: como eu disse antes não entre em pânico nem fique obsecado com isso. Apenas registre essa informação e faça o melhor que puder. Todos nós gritamos. Todos nós dizemos coisas desagradáveis de vez em quando. Você não vai transformar seus filhos em lesionados se levantar a voz ou perder a paciência de vez em quando. Apenas se esforce para estar atentos às necessidades deles e ser o mais agradável que puder na maior parte do tempo. É realmente muito simples.

Um comentário:

Maria Betânia Fuller, mamãe de Lana Fuller, disse...

Olá Mey!
Voltei hj para casa, e m deparei com um post delicioso, parabéns!
Ótima indicação...
Beijosss.