27 de mar de 2010

Pedro e eu.

Nada é mais gostoso que ficar juntinho do Pedro.
Uma pessoinha de pouco mais de 1 ano e meio que me faz ver a vida com outros olhos.
Aprendo tanto com ele.  
Tudo começa bem cedinho, quando ele acorda na caminha ao lado a minha e chega perto com aquele bafinho mais cheiroso do mundo (nunca ví um hálito tão cheiroso) e fala: "Mamãe?". Se demoro acordar ele logo abre o meus olhos com aqueles dedinhos gordos. Alí está iniciado mais um dia feliz. Especialmente se for um sábado ou domingo que podemos ficar o dia todo juntinhos.  
Começamos as brincadeiras, ele sobe em cima de mim, faz cavalinho, a gente faz cócegas um no outro, dá "upa", beijinho.... e logo ele se cansa e começa a me puxar para irmos para sala ver DVD's juntos. Escolhe entre os preferidos e fala: "Esse!".
Observa tudo, comenta suas partes preferidas, chamando a atenção para o interessante: "Óhhh!". Alí ficamos um tempinho juntos e a hora voa.
Nossa sintonia é intensa, tomamos banho juntos, café da manhã e as vezes até almoço no mesmo prato. Tudo assim mesmo, bem grudadinhos.
Se estou em casa só serve a mamãe. Fica numa "mainha", todo dengoso, querendo "colo" ,"colo". É tão lindo quando ele levanta o olhar, abre os bracinhos pra mim e eu me sinto a mais importante desse mundo.
O dia passa bem assim, em meio a brincadeiras no parquinho, no chão da sala, no jardim ou na concentração da sessão Cocórico. Todo tempo grudados.



Se tem uma coisa que quero que o Pedro saiba um dia é que não tem e nem nunca vai ter coisa melhor pra mim do que quando sentamos juntinhos e abraçados no sofá e ficamos um tempão quietinhos ou quando deitamos juntos na cama, ele pega na minha mão e dormimos ao mesmo tempo. O cheirinho, o seu jeitinho, tudo é especial pra mim.
Tudo é mágico pra mim. Tudo tem cheirinho de amor.


Filho, amo você!
Mamãe

P.S.: inspirada no blog da minha amiga Cris, resolvi falar um pouquinho das sensações que ser mãe do Pedro me provoca. Acesse: www.mefazmuitofeliz.blogspot.com e conheça as cartas de mãe para filhas que a Cris escreve. Você vai se emocionar.

7 comentários:

Maria Betânia Fuller, mamãe de Lana Fuller, disse...

Que lindinha Mey! Muito fofo, meigo, é assim mesmo nosso amor por eles, perfeito, enorme e completo! Sendo mãe conseguimos entender esta imensidão de palavras com mais profundidade.
Parabéns eplo lindo filhote, o Pedro é delicioso mesmo
beijão.

LuMenezes disse...

Mey... que fofo, também sinto a mesma coisa quando estou com meus filhos... lendo seu post, fiquei com uma saudade de quando eles tinham esta idade...
Beijos

Cris disse...

Graçinha Mey! Fiquei completamente emocionada com sua homenagem e com sua passagem pelo Blog! Me surpreendo de forma muito gostosa e delicada com essas expressões de carinho e de lembrança! Seu blog é charme,assim como vc!
Bjos Amiga!
Cris

Deinha disse...

Cada vez que passo por aqui, fico ainda mais apaixonada por esta família linda!!! Fico lendo e criando estas cenas, imaginando como deve ser gostoso todas estas sensações que só quem é mãe pode experimentar.
A-do-ro seu blog amiga!! Saudade enorme de vc!!!!
Bjos e parabéns pelo filho lindo!!

Carol disse...

Oi Mey!
Eu só tenho uma coisa a dizer quando leio os seus posts e vivo com intensidade todos estes momentos que você tenta nos passar através de seu blog: Que Deus abençoe vocês, ilumine e protege contra qualquer mal deste mundo. Que este seu sorriso e do Pedro permaneça por todos os momentos da vida de vocês. E mesmo, quando tudo parecer mais difícil lembre da inocência do seu filho e que ele te espera em casa com o mais puro amor que você poderia ganhar.
Bjos de Carol Siqueira.
http://falamamae.com/

katianunes disse...

ai que amor ...que amorrrr...
meu bebe tem doi meses e a sensacao e semelhante ...
principalmente o halito e o melhor do mundo ...

Que deus abencoe vcs sempre

Maria Betânia Fuller, mamãe de Lana Fuller, disse...

Oi Mey,
Estarei privatizando meu blog, passa lá e deixa seu email para eu te convidar, pois não quero perder de vistas as amizades feitas por lá, quero muito que você continue fazendo parte dessa história!
Beijos...