31 de mai de 2012

19 semanas de gravidez

Queridas Amigas!
(e amigos também, já que o BBPontocom está super bem frequentado por papais.)

Hoje eu tive consulta com a minha obstétra Gisele Viçossi. O meu marido foi comigo, eu acho tão legal essa participação dele, o envolvimento. Valorizo muito isso, pois a gravidez é uma fase que não dá pra gente viver sozinha, tem que ser sentida, vivênciada pelo casal, e aqui em casa isso é bastante positivo.

A consulta foi ótima! Bom demais a gente poder ouvir o coraçãozinho da nossa Marina. 
Estou completando 19 semanas e tinha algumas dúvidas para tirar com ela, principalmente sobre a semana, mês gestacional. Lí em vários lugares que o quinto mês começava na semana 17, eu já estava comemorando a entrada no quinto mès, mas ela me disse que considera os meses lunares como meses gestacionais, portanto estou a uma semana de completar 5 meses - ainda não cheguei lá como eu havia comemorado desde a semana passada.
Confesso que dessa gravidez estou bem mais ansiosa para que passe logo. Não sei o motivo, até porque está passando tão rápido, bem mais rápido que a gravidez do Pedro.

Enfim, a consulta foi bem legal e esclarecedora como deve ser. Eu gosto muito da Dra. Gisele, para quem é de Uberlândia, eu super indico ela para ginecologia e obstetricia. Ela é próxima, carinhosa,  nova, acessível,  sensível, atualizada, gosta de explicar tudo direitinho e sem pressa e atende pela Unimed e em vários hospitais.

Além da questão da idade gestacional, tinhamos outra dúvida que era o fato de eu ainda não sentir a Marina mexer. Nadinha até agora.
A Dra. Gisele me explicou que o bebê começa a se mexer no útero a partir da 10ª semana de vida, que nessa fase  a gente não percebe porque a quantidade de líquido amniótico que envolve o feto (cerca de meio litro) é muito maior do que seus 2,5 centímetros de comprimento e 3 gramas de peso. Ela me disse  que é entre a 18ª e a 20ª semana que percebemos as primeiras sensações de movimentos do bebê — então com cerca de 18 centímetros e 500 gramas. Isso para a maioria das mamães, pois pode acontecer da localização da placenta influenciar um pouco a percepção.
Nessa fase a gente sente algo como se fosse um peixe nadando, ou então como pequenas explosões, ou borboletinhas batendo asas. Essas sãos as descrições que já ouvi das minhas amigas e coisas que senti na gravidez do Pedro.
Segundo ela, nessa fase a sensação vem mais do deslocamento da água que o feto provoca do que dos choques com o organismo materno. Só cerca de 3 a 4 semanas depois, ou seja, lá para depois das 21 a 24 semanas,  é que a gente sente os chutes, cabeçadas e cotoveladas do bebê.
Para as mamães de primeira viagem, eu posso garantir que é a melhor sensação de toda a gravidez, um marco do relacionamento mãe e bebê.

Bom, outra notícia boa é que eu engordei 4 quilos e 100 para esses quase 5 meses de gestação. Comemorei, mas sem exageros, pois queria ter engordado menos, isso é praticamente a metade do que gostaria de engordar em toda a gravidez, mas estou vendo que não é tão simples assim. Ainda mais não fazendo nadinha de exercício físico e vivendo uma rotina de maternidade,  trabalho, viagens, MBA, aulas de inglês, atividades da vida doméstica e afins. Os exercícios é um assunto pendente na minha agenda que deverá ser rapidaemente resolvido.

Quanto ao peso, minha médica me explicou que essa coisa de quantidade certa para engordar tem muito a ver com a massa corpórea que a mãe estava quando engravidou. No meu caso, eu estava com um indíce bem legal, portanto vai me ajudar no peso final. O recomendado para mim é entre 12 e 16 quilos. Nem pensar em chegar no máximo, por favor.
Na internet tem vários sites com simuladores de quanto pode ou deve engordar na gravidez, mas o ideal mesmo é falar com seu obstétra e um bom nutricionista.
Uma dica legal que ela me deu é controlar o excesso de carboidrato na alimentação, tentar dosar e dar privilégio para carnes magras, verduras, legumes e frutas. Isso porque o carboidrato é menos absorvido no cordão umbilical que os outros alimentos, ou seja, vai em menos quantidade para estoque do bebê e o que sobra... fica na mãe.
Bom sabe, vou controlar na unha os meus excessos com pães, arroz, batata de agora para frente.
Não quero engordar mais que o necessário, só quem já passou por uma gravidez sabe como são os quilos extras pós-parto, são literalmente um parto para perder.

Então gente, queria compartilhar esse momento com vocês. Fico super feliz em poder registrar tudo aqui e saber que pode ser útil para outras mamães.
Espero que estejam gostando!

Por falar em gostar, diariamente estou postando os meus looks de grávida do dia. Posto do Instagram e se você quiser ver siga o @bbpontocom no Twitter, ou acompanhe aqui mesmo na barra lateral a direita, tópico "Direto do Twitter".
Estou curtindo bastante compartilhar meus looks com voês e ainda mais os comentários. Continue participando!


Bom, vou ficando por aqui. A mamãe tem que descansar!
beijo grande... Mey

Um comentário:

Vida de Gestante disse...

Oiee Mey!!! Adorei saber da sua consulta, eu tmb fiquei ansiosa pra sentir o Vítor mexer e se não me engano estava com 19 semanas quanso senti a primeira vez.
Sobre seus looks, nem preciso dizer, né? Tô amandooo!! Tenho uma dúvida: vc comprou roupas para gestantes ou está adaptando roupas normais??
Bjo bjo
MaH