22 de jun de 2012

Socorro! Meu filho não quer comer verdura.

Oi Gente!!!

Hoje levei o meu filho na consulta de rotina do pediatra. Eu estava ansiosa por esse momento, pois estava acumulando algumas dúvidas sobre alimentação: o Pedro não quer comer verduras. Diz que só quer "arroz, feijão e carninha". Como faz com isso? Fico louca!

Ele chora, inventa estórias, diz que se comer cenoura vai ficar laranja, se comer beterraba vai ficar vermelho. Torce o nariz e quando forço ele faz até vômito. Ontem eu declarei guerra contra isso e não cedi ao choro, coloquei verdura no pratinho dele e segui em frente, com paciência e mesmo com protesto, choramingos, ele acabou comendo tudo. Eu confesso que forço. Mas na hora fico insegura, me perguntando se isso está certo, se devo forçar, se devo deixar para lá. Na minha época não tinha disso não, a gente tinha que comer o que a mãe colocasse no prato. Mas e agora? Como lidar?
Fico com receio de forçar demais e prejudicar a curiosidade dele em experimentar, gerar algum trauma, mas também fui percebendo que quanto mais eu deixava para lá, mais restritivo ele vai ficando.

O pediatra me orientou paciência e persistência e me deu algumas dicas interessantes que juntei com algumas partes do livro: De BEM com a Natureza - Cuidando do seu filho com a Alimentação Viva - da Conceição Trucom - editora Alaúde. Confira:

1. Evite brincadeiras e distrações: hora de comer é hora sagrada, já ouvíamos isso de nossos pais, não é mesmo? Por isso, é bom evitar distrações, visitas, telefonemas, televisão ligada, fazer aviãozinho. Cuidado com os mimos e as manhas, tudo pode ser usado depois para não comer.
2. Sempre dizer sim: criança sem limites abusa na quantidade e na péssima escolha do alimento. Deve-se buscar ser mais liberal em outras situações, na hora das refeições principais a disciplina é fundamental.
3. Ceder ao primeiro "não gosto disso": a criança tende a dizer que não gosta do que nunca provou. Cada um pode comer o que quiser, mas experimentar é fundamental.Segundo estudos, uma criança precisa provar 7 vezes de um alimento para comprovar que realmente não gosta. Isso começa desde bebê, por isso é importante variar nas papinhas.
4. Evite usar a comida como recompensa: ''coma esta salada para ganhar a sobremesa'' passa a idéia de que salada não é bom e que a sobremesa é tudo de bom.
5. Não dê lanches fora de hora: o ideal são 6 refeições diárias, e evitar beliscar fora de hora.
6. Chantagem: ''se não comer a cenoura, não ganha presente''. Isso só vai aumentar a desconfiança que a criança sente dos legumes.
7. Substituir refeições: não quer arroz e feijão, então toma só a sobremesa/fruta. Esse erro é muito comum, e se a criança conseguir uma vez, vai repetir a estratégia sempre.
8. Tornar o comer na rua um programão: a comida de casa vai ficar meio sem graça. Determine no maximo uma vez por semana para lanches em Fast foods.
9. Falta criatividade na comida: a criança vai enjoar, invente pratos diferentes, novas formas de preparar a mesma coisa, pratos mais coloridos.
10. Dar o exemplo: não adianta mandar tomar sucos e você beber refrigerante.
11. A gente sempre tolera bem um ou outro tipo de hortaliça, tomate, por exemplo. Uma dica então é por uns tempos, tudo o que fizer, faça com tomate, com receitas bem diversificadas e comente com todo mundo, cheio de orgulho, que o seu filho, irmão ou marido "é louco por legumes", especialmente na frente dele. Aos poucos ele vai ver o bom exemplo e aceitar melhor legumes e
verduras.
12. Não forçar ninguém a criança a comer coisas que ela já sinalizou não gostar, para que não tome por um antipatia pelo alimento.
13. Conte sobre seu sentimento em relação aquela comida. Comer abobrinha e berinjela `lambendo os beiços` deixa o pessoal no mínimo curioso para experimentar
também.
14. Usar legumes como temperos. Refogar tudo com abundante tomate, cebola e pimentão bem picadinho. Ou invente a sua própria combinação.
15. Evite servir comida feia: Mesmo pratos como tutu de feijão podem ter sua aparência melhorada com pedacinhos de pimentão ou cheiro-verde picado. Decorar os pratos, servindo alimentos de cores contrastantes. Colocar cenoura ralada,
tomate picado, milho verde, pimentões coloridos em tudo com a desculpa de que é para `dar cor`, que comida colorida é mais bonita.
16. Procurar picar tudo o menor possível: E se ainda assim a hortaliça não for tolerada, bater no liquidificador. Geralmente a resistência não é com relação ao sabor, mas a achar seus pedacinhos no meio da comida. Mas não use isso como regra, pois as fibras são importantes e se bater tudo no liqüidificador vai tirar essa função.
17. Exagerar no cheiro-verde: Colocar punhados de salsa, cebolinha e coentro com talos em tudo (e cozinhar o mínimo possível), com a desculpa de que é para dar colorido.
18. Reforçar feijão e sopas: aproveitar o caldo de cozimento de legumes (e cereais, leguminosas, qualquer tipo de alimento) na preparação de feijão, sopas e outros alimentos.
19. Brincar com as variedades: Misturar legumes da mesma cor aos legumes que a criança aceita bem, misturar outros de mesma cor, por exemplo, pedacinhos de espinafre
moído junto com a salsa, beterraba e pimentão vermelho com o tomate, abóbora com a cenoura, pimentão verde com a ervilha.
20. Embutir os legumes favoritos da família.
  • Milho verde e pedacinhos de brócolis na cobertura da pizza;
  • Repolho picado bem fininho (como se fosse cebola) no frango usado em recheios de tortas e sanduíches;
  • Alho-poró e ervilhas frescas no molho a bolonhesa;
  • Picles de pepino caseiro, rodelas de tomate e folhas de alface no hambúrguer;
  • Muita cebola picada na própria carne de hambúrguer e refogados de carne moída e frango ou carne desfiada;
  • Cenoura no purê de batata;
  • Fazer doces com legumes, como bolo de cenoura ou de beterraba, doce de abóbora (com calda de chocolate eles comem quase que literalmente TUDO).
  • Explorar o colorido intenso da beterraba para fazer doces e sucos cor-de-rosa, disfarçando o sabor com suco de limão, laranja ou abacaxi.
É, vou tentar seguir as dicas e ter muita paciência, mas essa situação do mocinho não comer verduras precisa mudar lá em casa. Deus me ajude!
Conto para vocês depois como foi minha experiência e gostaria de dicas. Deixe comentário, conte para mim, o que você faz para seu filho comer verduras? 
beijos, bom fim de semana Gente!
Mey 

5 comentários:

cristiane machado disse...

olá querida, vou te dar mais uma dica, eu faço gelatina e no lugar da agua pura eu coloco agua da beterraba que cozinhei..
bjs

Vida de Gestante disse...

Oie Mey! Adorei as dicas e muitas delas eu já tinha pensado e já sigo com o Vítor. sou bem rígida com relação a alimentação por aqui. Não deixo ninguém dar doces e coisas que sei que ainda não está na hr dele experimentar, quando ele recusa algo, pego um talher e como, mostrando que aquilo é gostoso e ele sempre abre a boquinha depois que me ve comendo. Não sei como será quando ele for maior, porque não deve ser fácil depois que eles já tem comportamentos próprios, né?
Boa sorte por aí!!!
bjooo
MaH

girassol disse...

Ola Mey, sou portuguesa e sigo seu blogue que adoro, tenho uma menina de 3 anos e ela também nunca queria sopa, nem verdura, então começamos por inventar historinhas lá por casa, como dizer que quem veio ajudar as fazer a sopa e trouxe os legumes foram os smurfs, que é um personagem que ela gosta muito e que se ela comer os outros legumes ela vai conseguir subir ás árvores andar de bicicleta e ser muito mais crescida que os amiguinhos que não comem.
tenta incluir um personagem que ele goste muito na historia e diga que foi ele que passou la por casa, trazer para ele.
Com a Leonor resulta muito bem e agora ela come mesmo tudo de verduras e já é ela a pedir.
beijinhos e muitas felicidades para os teus tesouros.

Mey disse...

Meninas obrigada pelas dicas! Mandem mais estou amando todas! Já implementei a gelatina na água de beterraba e estou contando historias na hora do papa.
As dicas de vocês são preciosas! Bjos Mey

Ellen Bastos disse...

Oi Mey, parabéns pelas suas dicas, realmente é assim que devem proceder as mães diante de uma situação como esta. Gostaria de acrescentar uma dica: É muito bom as mamães irem com seus filhos ao sacolão, colocando-os para ensacar as verduras, um exemplo pede para que coloque a cenourinha no saquinho e a mamãe vai explicando os benefícios para o filhinho, vai dizendo: " olha filho a cenourinha é bom para os olhinhos, para enxergarmos melhor, diz que o coelhinho adora cenoura, por isso ele é forte corre bastante e tem os olhos lindos e assim vai... Com isso ele assimila melhor as coisas. É importante Mey que quando for ao sacolão que seja uma hora que o filho esteja descansado(os dois na verdade)para que seja prazeroso este programa.
Bjos, Ellen