8 de out de 2012

Testemunho Miriele Almeida: a chegada do Felipe


 
 
Quero trazer à memória o que me pode dar esperança. As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade. A minha porção é o SENHOR, diz a minha alma; portanto, esperarei nele. Jeremias 3:21-24
 
 
Oi Gente!
 
Como diz a palavra de Deus devemos trazer para a nossa lembrança o que nos traz esperança. E é por isso que gosto tanto de postar testemunhos das minhas amigas. Grandes coisas o Senhor tem feito ao meu redor, no alcance dos meus olhos.
O Senhor tem me dado a oportunidade de viver muitas experiências com Ele, não somente na minha vida, mas na vida daqueles que amo.
O testemunho de hoje é de uma amiga-irmã: Miriele.  Conheço a Mi há mais de 8 anos, e posso dizer que a vida dela é o próprio retrato de intimidade e fé em Deus.
Ela recebeu uma benção muito grande de Deus e quero compartilhar com todos vocês que seguem o BBPontoCom, para que sua fé possa ser renovada, para que você se  lembre que nosso Deus pode contra tudo e contra todo diagnóstico do homem. Agindo Deus, nada, nem ninguém poderá impedir.
 
 
Confira esse testemunho emocionante e se fortaleça sua fé em um Deus que nunca falha:
 
"Hoje venho através deste post declarar que Deus operou um milagre na vida do meu filho Felipe.
Para contextualizar um pouco, vou voltar há três anos.
Eu e o meu amado esposo estávamos nos preparando para engravidar desde 2009. Em 2010 paramos de evitar e engravidamos, porém com 10 semanas de gravidez, em um ultrassom de rotina, descobrimos que o nosso embrião não tinha mais batimentos cardíacos, como foi difícil. Mas, Deus com sua misericórdia nos ajudou a superar esse momento.

Resolvemos tirar umas férias juntos antes de voltar a tentar engravidar novamente em 2012, porém o plano de Deus era diferente nas nossas vidas e engravidamos antes.

Devido o histórico de aborto, resolvemos sair de férias em Fevereiro e não divulgar a gravidez para não preocupar os familiares e amigos. Apenas seis pessoas sabiam e isso me deu tranqüilidade para realizar a viagem e curtir sem neuras.

A viagem foi ótima e até que eu não passei muito mau, tive apenas oito enjôos.
Quando voltamos já estávamos com 10 semanas e fomos fazer um ultrassom para saber se estava tudo bem, tensão geral devido o histórico e para nossa surpresa a médica relatou que o bebê tinha muito líquido na região do pescoço e que isso poderia ser grave, porém só daria para ter certeza com 12 semanas no de translucência nucal.

Nos bateu um desespero e entregamos essa situação nas mãos de Deus e recorremos ao médico que estava acompanhando minha gravidez, muito bom tecnicamente mas, nos recomendou não contarmos para ninguém que estávamos grávidos, nos deu um desespero e tristeza, mas Deus por sua misericórdia nos ajudou.

Refizemos o exame na época certa duas vezes em laboratórios diferentes e o resultado foi o mesmo, era preocupante pois a taxa era bem acima do normal e isso poderia ser desde uma doença genética ou mal formação, que poderia por a vida do nosso bebê em risco.

Deus colocou uma médica no nosso caminho que além de muito competente ela nos ajudou muito emocionalmente.

Decidimos contar para todos que estávamos grávidos e não contar sobre os diagnósticos, pois Deus ia nos dar o que tivéssemos que receber e curtir cada momento daquela gravidez.

Mas, momentos de dúvidas e aflições sempre vinham, tínhamos muito medo de perder o nosso bebê, eu ficava reparando cada sintoma que eu tinha, mas sempre que esses momentos vinham Deus mandava sua palavra ou alguém para orar sem saber da situação e confortava o nosso coração.

Eu e o Willy tínhamos uma fé muito grande e tínhamos certeza que se Deus quisesse ele poderia operar um milagre.

No exame morfológico e outros ultrassom posteriores foram muito bons, porém nada esclarecedor, pois dava tudo normal e os médicos chegaram a conclusão que o nosso caso era só o bebê nascendo.
E assim continuamos a buscar a Deus e pedindo para nos dar o nosso filho com vida e se Deus quisesse uma criança com saúde.

Chegou o grande dia de marcar o parto, a médica recomendou que ninguém acompanhasse o parto, pois não sabiam qual seria o quadro clínico do Felipe, e me deu um pouco de desespero, mas logo eu lembrava de um hino " conserva a paz " e Deus tranqüilizava meu coração.

Chegou o grande dia e eu via a apreensão em todos, mas Deus colocou uma paz muito grande no meu coração, entrei para sala de cirurgia cantando em pensamento o hino que me acompanhou toda essa gravidez, a medica iniciou o procedimento e logo escutei um choro tão forte que as lágrimas desciam no meu rosto sem parar e eu agradecia a Deus.

Os médicos já pegaram ele e foram examinar, não tive nem a foto mãe e filho, mas tudo bem, levaram para examinar e chamaram o Willy para acompanhar. Logo a minha médica e o anestesista me falaram seu filho é perfeito não tem nada.

Eu só agradecia a Deus e chorava, tentava agradecer, mas não tinha palavras para agradecer a Deus, nas minhas orações nesses nove meses de gravidez eu conversava com Deus e falava se operasse um milagre eu contaria para o mundo e por isso estou aqui usando as redes sociais para cumprir com a minha palavra.

Hoje o Felipe esta com 25 dias saudável, olho para ele e não canso de agradecer a Deus.

Se você quiser compartilhar esse relato fique a vontade.
Eu creio que Deus tudo pode fazer e transformar, basta você crer e buscar a Deus com coração sincero e verdadeiro.

Agradeço a Deus também pela sabedoria que ele deu para as poucas pessoas que sabiam dessa situação, pois momento nenhum eu era questionada sobre o assunto e quando eu fraquejava elas também me levantavam."
 
Miriele Almeida, minha grande amiga, mãe do Felipe, esposa de Willy e uma mulher de muita fé.

6 comentários:

Mi disse...

Amiga, agradeço a Deus todos os dias pela sua amizade e apoio emocional e nas orações.

Amor de Mãe disse...

Não consegui conter as lagrimas, chorei pq não podia ter um bb e hj tenho, chorei pq tive tb um aborto no começo desse ano.. e pude imaginar o medo e a dor que sentiram, pois sinto até hj..Chorei sim, mas alegria,por saber que assim como na minha vida ele me deu pequeno milagre em 2010, meu vitor, que se chama vitor por vir de vitoria, está fazendo na vida de muitos outros milagres maiores ainda,e me alegro e me regozijo no senhor pela vida do Vitor e do Felipe :D, gloria a Deus por todas as maravilhas que tem feito por nós.

obrigado por compartilhar conosco essa mensagem de fé, milagre e esperança.

Danimi disse...

Que DEUS maravilhoso é esse? Quem pode ser como ELE? Quem atende nossas petições e opera milagres e mais milagres??

ELE é o Deus todo poderoso, que merece ser glorificado em todo o tempo.

Fico imaginando o que a Mirele passou nesses meses de gestação, e chego a conclusão de que não foi nada, pois pelas palavras dela é nitido que ELA CONHECE O DEUS A QUEM ELA SERVE !!!

Mulher de fé! Mulher de Deus! Mulheres assim, geram filhos que são milagres e serão muito usados por Deus!

O Felipe já é um homem de Deus! E trará muita alegria aos pais!

Bjks, inté

fafa disse...

Meyriele, que testemunho abençoado.
Sou cristã e recentemente (há 10 dias) perdi o meu bebê, meu caso foi bem parecido com o da Miriele. Deus tem nos confortado e nos dado força. Mas é tão bom quando vemos um testemunho destes que edificam realmente. É muito comum vermos pessoas insensíveis nestes momentos. Virei fã do seu blog, já tinha ouvido falar aqui na agência que trabalho, mas acompanhando agora, me tornei leitora assídua. Um beijo, que Deus abençoe vc e sua família linda.

fafa disse...

Meyrielle, que bênção este testemunho. Sou cristã, passei há uma semana por este mesmo processo, perdi meu bebê e foi bem parecido com o caso da Miriele. É muito edificante ver o quanto o amor de Deus é maravilhoso, Ele é quem nos tem dado forças e nos confortado neste momento.
Já ouvi falar do seu blog, mas agora acompanhando virei leitora assídua.
Que Deus continue abençoando você e sua família linda.
Beijos,

fafa disse...

Meyrielle, que bênção este testemunho. Sou cristã, passei há uma semana por este mesmo processo, perdi meu bebê e foi bem parecido com o caso da Miriele. É muito edificante ver o quanto o amor de Deus é maravilhoso, Ele é quem nos tem dado forças e nos confortado neste momento.
Já ouvi falar do seu blog, mas agora acompanhando virei leitora assídua.
Que Deus continue abençoando você e sua família linda.
Beijos,