22 de mar de 2008

A história de um milagre chamado - Samuel Alexander Armas


A história de um milagre chamado - Samuel Alexander Armas
Samuel Alexander Armas, ficou famoso por agarrar a mão do médico durante uma operação enquanto ainda se desenvolvia na barriga da mãe.
Durante a gravidez, foi diagnosticado que ele tinha a coluna vertebral fissurada e não sobreviveria se não fosse operado ainda no útero da sua mãe. Tinha apenas 21 semanas.


Julie Armas, a mãe do pequeno Samuel, soube que o médico Dr. Joseph Bruner em Nashville, poderia realizar esse tipo de procedimento cirúrgico de elevado risco em seu bebé.
O Dr.Bruner realizou a delicada cirurgia. Durante o procedimento, o médico retirou o útero do abdomem da mãe e fez uma pequena incisão para poder operar o bebé.
Quando Dr. Bruner estava a terminar a cirurgia, o bebé surpreendentemente estendeu sua pequenina mão pela incisão uterina ainda aberta e agarrou a mão do cirurgião com firmeza. Um fotógrafo capturou esse acontecimento impressionante com perfeita nitidez.


Testemunho de fé:

Julie, enfermeira de 27 anos de idade, havia sofrido dois abortos antes de ficar grávida do pequeno Samuel. Porém, quando, completou 14 semanas de gestação, começou a sofrer câimbras fortes e uma ecografia mostrou quais as razões dessas dores. Quando foi revelada a forma do cérebro e a posição do bebé no útero, o teste comprovou problemas sérios. O cérebro de Samuel estava mal-formado e a espinha dorsal também mostrou anomalias.

O diagnóstico, como já era esperado, foi de que o bebé sofria de espinha bífida e eles poderiam decidir entre um aborto ou um filho com sérias incapacidades.

De acordo com o pai Alex Arms de 28 anos, eles sentiram-se destruídos pelas notícias mas, pela profunda fé que tinham, o aborto nunca seria uma opção. Antes de se deixar ir abaixo, o casal decidiu procurar uma solução pelos seus próprios meios e ambos começaram a pedir ajuda pela Internet. A mãe de Julie encontrou uma página que trazia detalhes de uma cirurgia fetal experimental desenvolvida por uma equipa da Universidade de Vanderbilt. Deste modo, eles entraram em contacto com o Dr. Joseph Bruner (cujo dedo Samuel segura na foto) e começou uma corrida contra o tempo.

Apesar do grande risco derivado do fato de o bebé ainda não poder nascer naquele momento, os Arms decidiram recomendá-lo a Deus. A operação foi um sucesso. Durante a cirurgia, os médicos puderam tratar o bebé, cujo tamanho não era maior que o de um porquinho da índia - sem o tirarem do interior do útero materno - fechando a abertura originada pela deformação e proteger a coluna vertebral de modo a que os sinais vitais nervosos pudessem ir agora para o cérebro.

Esta imagem é talvez o argumento mais forte que temos contra o aborto e sem dúvida mais uma comprovação do amor e misericórdia de Deus para com as nossas vidas, operando o milagre onde o impossível torna-se possível.


Samuel nasceu com perfeita saúde no dia 02/12/1999. A operação foi 100% bem sucedida. Hoje ele tem exatos 9 anos de idade, vive uma vida milagrosa, goza de uma vida normal como outros garotos da sua idade. Glória à Deus!!!

9 comentários:

Carol disse...

Oi Mey!
Estou muito feliz por você! E fiquei ainda mais quando vi o seu blog, que lindo que tá o seu bebê. Tão fortinho ou fortinha, graças a Deus! Quem bom que você está bem e li quando disse que quer manter a meta de 10k, não é fácil, viu amiga! Eu já postei mais dicas lá no blog, você leu?
Um grande bjo e agora vou entrar todos os dias aqui.
De sua amiga, Carol.

Davi disse...

"Em entrevista ao jornal USA Today, o doutor explica que a mamãe estava completamente anestesiada e, dessa forma, o feto também estava inerte e não conseguiria fazer nenhum movimento. O Dr. Bruner conta que ele mesmo pegou a mãozinha do Samuel para testar-lhe os reflexos."

www.e-farsas.com.br

Anônimo disse...

intiresno muito, obrigado

Fernando Arcanjo disse...

Não acredito que um médico que está mais que acostumado a fazer cirurgias, iria mentir em seu depoimento que sua mão foi segurada, e ele se comoveu, que por alguns instantes ficou imóvel. Isto meu caro é simplesmente comentário invejoso, pois passei por uma cirurgia uma vez onde fui anestesiado varias vezes e pude sentir dor quando retiravam o cisto do músculo, o que pode fazer a mãe estar dopada mas o bebê não! então a ciencia meu caro, é assim, existem casos para cada organismo.

Anônimo disse...

fico super feliz pelo milagre do pequeno samuel, eu nasci com mielomeningocele e sou um milagre tbm! se quizerem manter contato comigo meu msn e e-mail é: aline_milagre@hotmail.com!
Deus abençoe vcs! Beijos

dany disse...

emocionante essa historia que coisa mas linda o Samuel, deus ele e misericordioso para com os seus ele e deus de maravilhas ñ tenho nenhuma duvida que essa historia e real um abraço e que deus abençoe

LB disse...

Corrija a informação. É óbvio que o beber não estendeu a mão e agarrou o dedo do médio. Isso é um mito!
Como você mesmo disse, o bebê tinha um problema na coluna e foi operado ainda no útero. Ou seja, ele estava anestesiado. Ou você acha que o médico iria opera-lo acordado? A criança não estaria viva, certo? A matéria que você fez é boa, mas está difundindo um mito.
http://www.snopes.com/photos/medical/thehand.asp

Mey disse...

Pessoal, obrigada pelos comentários, também acredito que o bebê não agarrou a mão do médico, reproduzi na integra a "lenda" que se conta, mas o objetivo principal aqui não é contar a façanha de um bebê de 21 semanas que voluntariamente agarrou a mão do medico em uma cirurgia, mas exortar a todos que milagres da vida existem, que esse bebê tão pequenininho sobreviveu a uma cirurgia complicada que salvou sua vida por meio da benção de Deus. Muitos pais que estão hoje, com seis filhos desenganados, merecem conhecer esse amor de Deus. Só isso.

Marcelo Bravin Carmello disse...

Boa noite Meyriele. Meu nome é Marcelo, tenho 33 anos de idade e tenho mielo e hidro. Tenho um blog chamado blogeficiencia, blogeficiencia.blogspot.com e gostaria muito de colocar o link do seu blog no meu e, claro, trocar experiencias.