1 de out de 2010

Um encontro com a emoção, proporcionado pelo Emcantar

Foi maravilhoso o espetáculo do Parangolé.
Ver aqueles olhinhos curiosos do Pedro, a cara dele prestando a atenção a tudo. Ele dava gargalhadas, batia palmas. Foi realmente inesquecível pra nós esse momento. Por vezes vi o Luiz Cláudio emocionado de ver o Pedro tão feliz com os Brincantes.

Mas aquele tempo foi um banho na alma de todos nós que estávamos lá. Um túnel do tempo que nos levou a tudo que é gostoso, nos vez visitar a nossa infância e com ela veio o gosto de algodão doce, fruta tirada do pé, pipoca na porta da escola, a sensação de pé no chão na calça da jogando amarelinha. A lembrança gostosa das brincadeiras de roda, pisque esconde, corre cotia, balança caxão.
Aiii! O quanto era bom ser criança na minha época. A gente tinha que criar tudo, brinquedo não tinha essa abundância. Hoje é meio sem graça, vem tudo pronto da loja e não dá mais para se entregar a inocência das brincadeiras na rua. Tudo ficou muito complicado, tudo é mais perigoso.

Não pode mais brincar na rua, porque é perigoso, as casas não tem aquele quintal enorme, cheio de árvores para subir como antes. Frutas só no supermercado, nada de colher no pé. A vizinha não vende mais "laranjinha" e as Avós estão muito ocupadas para contar uma estória para os seus netos.
Na era da síndrome da pressa não dá mais tempo de colorir um desenho, é melhor e mais rápido  no computador.

Os Brincantes do Emcantar me levaram para o meu tempo, onde era normal, mais simples ser criança. A gente vivia na rua, de pés no chão, conhecia todo mundo da rua e podia confiar nas pessoas.

Foi maravilhoso viver tudo isso e estou muito inspirada a proporcionar para o Pedro uma infância que tenha um gostinho do simples, o gosto de ser só criança.

Para completar a nossa felicidade, tivemos companhias para lá de especial: Carol, Paulo Neto e Paulo Jr. Muito legal! Vocês sabem que a Carol é uma amiga muito querida, um presente de Deus para a minha vida. Foi bom demais ter dado certo a gente se encontrar, ainda mais com nossos pimpolhos e maridos. Noite perfeita!!! Só Deus mesmo para me dar esses presentes.

Pedro, eu, Carol e Paulo Neto no Teatro Rondon Pacheco.
 Depois do espetáculo, fomos no McDonalds, acreditem! Por causa do Paulo Neto o Pedro ficou comportadissímo na hora de comer (vocês sabem que sair com ele para comer é um desafio, já contei aqui em uma postagem). Mas dessa vez foi simplesmente perfeito, comemos todos juntos e foi uma farra.

Valeu amiga por esse tempinho que passamos juntas, temos que fazer isso sempre!!! Adoro vocês!

Carol e eu.

Olha nossos sapequinhas! Estavam brincando de balão.
Foi um custo pegar os dois para a foto. A brinadeira estava muito boa!
Acesse http://falamamae.com/espetaculo-parangole-me-fez-chorar e leia mais sobre esse momento lindo que tivemos na visão da Carol.

2 comentários:

Cele disse...

Nossa que lindo Mey seu post!!!Lindos o Paulo Neto e Pedro:-)ver vc descrevendo sobre infância na rua, pés descalcos, subir na árvore, tomar laranjinha, passar férias na casa da avó, brincar de pira rsrsrsr dá uma saudade!!!!Tive tudo isso e sei que a infância da minha bonequinha vai ser diferente!!Hoje mesmo li que no inverno os pais mantenham seus filhos no máximo uma hora e meia fora, ou seja, aqui tudo é täo diferente. Me considero uma pessoa super aberta ás mudancas e forte ao vivê-las mas ainda me "assusto" com a idéia da minha filha ter uma infância täo diferente da minha...Inverno que eu digo é entre 0°e -20°...-5°no inverno é quentinho e mais tranqüilo pra sair...eu e meus desafios de vida!Confesso que é bom d+ ler e ver seu filhäo e amiguinhos vivendo momentos como esse!Quem sabe aqui näo encontro um parangolê á lá alemäo?kkkkk Bem tem um lado bom: descer alto da montanha de trênó, patinar no gelo, fazer bonecos de neve e lancar nos amigos:0) Eu quero acreditar que minha filha näo vai resfriar passando + de 1,5hr na rua de botas :0)Beijos!

Carol Siqueira disse...

Mey, amiga do coração!
Fico realmente muito, mas muito feliz mesmo por a gente ter concretizado a nossa amizade com o encontro de nossas famílias. Foi maravilhoso e quero muito repetir esta alegria... Amo você também!
Um grande bjo de Carol Siqueira.