29 de mai de 2014

Ciúmes entre irmãos, como lidar?


Oi Mamães! 

Quero compartilhar com vocês um momento particular que tenho vivido na maternidade. Nessa nova fase de mãe de dois eu tenho enfrentado muitas dificuldades com o ciúmes das crianças, em particular do Pedro com a Marina. Ele tem sofrido com a chegada da irmã e a divisão da atenção, pois na verdade não tem como manter o mesmo nível de atenção dedicada para ele como era antes. Acostumei ele "mal", não no sentido da palavra, mas acho que acabei não preparando ele para a chegada da irmã. Acho que eu me preparei como
deveria para isso. 

Nesses 20 meses da Marina eu percebo que o ciúmes do Pedro evoluiu. As vezes melhora, as vezes piora, mas no resumo acho que tem aumentado mais e eu cada vez mais perdida. A fase atual dele é de muito questionamento e o tempo que dedico só para ele, o tempo que dedico para a Marina tem sido bem questionado por ele. Ele quer atenção exclusiva as vezes e nem sempre é possível, mesmo que em muitas vezes eu acabo reduzindo o tempo com a Marina para ficar só com ele, pois estar com os dois juntos não é suficiente para ele, já que as brincadeiras nem sempre coincidem pela diferença de idade dos dois.

Eu fico super perdida, as vezes passo o dia todo dedicada a eles, separo tempo para interagir com os dois e depois fico um tempo separado com cada um e no final do dia o Pedro está sempre dizendo que não fiquei com ele é que só fiz isso ou aquilo com a Marina. E isso segue no meio de semana também, me organizo para tentar dedicar ao máximo. Mas no
final tudo que fizemos juntos não adianta para ele, ainda fico devendo. 

Enfim, é um desabafo Amigas Mamães. Não tenho conclusões, apenas me sinto incapaz, cansada, extremamente angustiada e reflexiva do que poderia ser melhor. De onde poderia ter estado mais presente, o que poderia ter feito melhor, onde errei. Sei bem que é uma fase e que estamos todos aprendendo juntos essa nova e abençoada fase, daí eu oro, peço a Deus para me capacitar, para me fortalecer e sei que Ele vai me instruindo.

#confusõesmaternas

De coração aberto, Mey

Nenhum comentário: